Notícias

Escola da zona Leste utiliza programa do Instituto Augusto Cury

Única unidade de ensino da Prefeitura de Manaus a participar do Programa Escola da Inteligência (EI), a escola municipal Paulo Pinto Nery, bairro Jorge Teixeira, zona Leste, realizou em tempo integral, nesta segunda-feira, 15/4, uma formação com 35 professores do 1º ao 9º ano do ensino fundamental, sobre a metodologia do programa. A ação é resultado da parceria com o Instituto Augusto Cury, de São Paulo, com a Polícia Federal.

 

Escola da zona Leste utiliza programa do Instituto Augusto Cury

 

Para realizar o trabalho pedagógico com os alunos, a escola Paulo Pinto Nery recebeu nove coleções temáticas com animais (1º ao 3º ano), personagens em quadrinhos (4º e 5º ano) e personagens com figuras humanas (6º ao 9º ano). Além disso, os professores participam de um curso a distância, com uma plataforma do Instituto Augusto Cury, que iniciou no último dia 8 e segue até o fim de maio.

 

Conforme a diretora da escola, Miriam da Silva Soares, a metodologia, implantada em 2017, vem trabalhando o lado socioemocional dos alunos, e é possível notar uma melhora significativa dos estudantes, seja no aspecto comportamental ou no rendimento escolar em sala de aula.

 

“Com a redução da violência na escola os alunos passam a entender melhor as regras, os direitos e seus deveres, mas o processo é realizado de forma com que eles não se sintam pressionados, mas que entendam. Tudo é feito com a família, pois não adianta trabalhar apenas o aluno, mas a família precisa também desse direcionamento”, explicou.

 

De acordo com a coach multifocal da Escola da Inteligência, Maria José Araújo Calmont, é importante que os educadores possam realizar suas atividades pedagógicas com os alunos para ajudá-los em seu lado social, tendo por consequência bons resultados na escola.

 

“Nós vamos trabalhar a questão emocional dos alunos como ansiedade, agressividade, nervosismo e baixa autoestima, para que eles se sintam bem e possam verificar que são capazes de aprender. Ser uma mente brilhante e emocionalmente saudável”, comentou.

 

A professora Ilzilete Florentino de Oliveira, que participa do programa desde a implantação, destacou o grande valor social da metodologia para os alunos, por morarem em uma zona geográfica com muitos problemas sociais.

 

“Para nossa comunidade é tudo muito importante, porque existem pessoas carentes, humildes e que não têm muito conhecimento. O programa traz tudo isso. Nós passamos e eles repassam para suas famílias, como por exemplo, controle, respeito, confiança, enfim, aprendem que além da escola, precisam socializar com a família”, observou.

 

Acesso

O psiquiatra e escritor Augusto Cury é o idealizador do Programa Escola da Inteligência, e para tornar a metodologia mais acessível às instituições de ensino privadas e públicas, ele renunciou aos direitos autorais e patrimoniais A meta é promover as funções complexas da inteligência, a saúde emocional e a cultura para a paz, com a construção de relações saudáveis nas modalidades de Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

Texto: Paulo Rogério / Semed
Foto: Cleomir Santos / Semed

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse