Notícias

Educadores da área rural iniciam atividades de 2017 com Jornada Pedagógica

Mais de 100 professores de 29 escolas municipais da zona Rural, localizadas no Rio Negro se reuniram, na manhã desta segunda-feira, 2, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), para a Jornada Pedagógica.

 

O evento, coordenado pela Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, tem o intuito de repassar informações metodológicas e pedagógicas para o bom andamento do ano letivo, que terá a abertura realizada sexta-feira, 6, na Escola Municipal José Sobreira, na Comunidade Nossa Senhora de Fátima.

 

As aulas da zona Rural têm início na próxima segunda, 9, para mais de 3 mil alunos. As unidades de ensino possuem um calendário escolar especial por conta das questões climáticas que afetam o acesso dos estudantes às escolas no período da vazante dos rios no segundo semestre.

 

Segundo a Chefe da DDZ Rural, Edilene Pinheiro, as aulas iniciam em janeiro e terminam em outubro. Para ela, é importante começar o ano já alinhando as ações da Divisão, uma vez que a expectativa é que os estudantes estejam preparados para a Prova Brasil, que será realizada em 2017. A avaliação compõe a nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

 

“Aqui são repassadas todas as orientações pedagógicas, como trabalhar o diário de classe, a abordagem de alguns temas com os alunos. Nesse momento damos a diretriz para o professor trabalhar o ano todo. A expectativa é boa. É um ano de prova Brasil e estamos focados em dar o melhor para os nossos alunos e uma melhor condição de trabalho para os nossos professores”, explicou.

 

Na visão da Diretora do Departamento de Gestão Educacional (DEGE), Marcionília Bessa, a Jornada Pedagógica auxilia na organização da atividade letiva, o que culmina com uma melhor ação do professor em sala de aula, potencializando o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes.

 

“É importante que os professores estejam reunidos para que reflitam sobre suas práticas e replanejem suas metodologias. Esse encontro é o início dos trabalhos pedagógicos para 2017. Tudo isso focado para os nossos alunos, para que eles alcancem a aprendizagem desejada. Com isso, a gente evita a distorção idade/ano, evita reprovação, evita desistência de aluno”, destacou.

 

Atividades

A jornada pedagógica vai ser realizada em três dias. Nesta segunda-feira, os docentes receberam orientações pedagógicas estabelecidas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). Na ocasião, foram abordados temas como diário de classe, planejamento de aula e livro didático.

 

Na terça-feira, 3, haverá uma formação em polo somente para os professores, ministrada por profissionais DDPM. Nesta atividade, serão debatidos temas relacionados à prática do profissional do magistério em sala de aula.

 

Para finalizar, no dia 4 de janeiro, serão repassadas as orientações das diretrizes da educação do campo, embasadas em um documento confeccionado pelo comitê de educação do campo da Semed.

 

Na avaliação da diretora da Escola Municipal Santo André, no Tarumã, as orientações são de extrema importância. Ela assumiu a gestão da unidade de ensino há menos de um mês e terá a missão de conduzir 110 alunos de educação infantil e ensino fundamental.

 

“Para o diretor a Jornada Pedagógica tem vários benefícios. Todos os anos temos essa atividade e a gente reflete sobre o ano que está iniciando e estipulamos metas a serem alcançadas. Aqui, adquirimos mais conhecimento e interagimos com os outros professores, com os demais diretores”, observou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Cleomir Santos / Semed

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): (92) 3632-2054

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse