Notícias

Colônia Antônio Aleixo terá Centro de Referência em Assistência Social

Ainda no primeiro semestre deste ano, a Prefeitura de Manaus planeja criar um novo Centro de Referência em Assistência Social (Cras) na zona Leste da capital. O espaço, voltado para o atendimento da população em vulnerabilidade social, vai beneficiar os moradores do bairro Colônia Antônio Aleixo e demais comunidade próximas com ações de acesso à cidadania.

 

Nesta quinta-feira, 23, o prefeito em exercício Marcos Rotta conheceu a estrutura da Cozinha Comunitária que atende a localidade, que fica na rua Padre Mário, comunidade 11 de Maio. O local também conta com uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e um espaço de convivência social, criado pela Associação de Moradores.

 

Enquanto almoçava, Rotta conversou com a população sobre as principais necessidades da comunidade. “Não só ouvi elogios como também experimentei a comida servida, gratuitamente, para as pessoas que vivem aqui. Além de comprovar a qualidade do alimento oferecido, pude perceber o carinho no atendimento. Aqui, sem dúvida, serve-se amor”, destacou.

 

Ainda segundo o prefeito em exercício, outras ações de cidadania chegarão aos moradores da Colônia Antônio Aleixo com a criação de mais um Cras. “Precisamos trazer os aparelhos sociais para perto de quem realmente precisa. A descentralização dos serviços é uma política do prefeito Arthur Virgílio Neto que tem favorecido, principalmente, as pessoas que vivem em regiões mais distantes da área urbana da cidade”, afirmou.

 

Atualmente, a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) conta com seis cozinhas comunitárias, que oferecem, em média, 200 refeições gratuitas todos os dias. Ainda este ano, o serviço será ampliado com a criação de mais quatro espaços.

 

“Todo esse trabalho é acompanhado por uma equipe de cozinheiros, auxiliares e nutricionistas para não só alimentar os usuários, mas também para garantir a qualidade do alimento servido”, destacou o secretário da Semmasdh, Elias Emanuel. “As cozinhas hoje contam com outras atividades de interação social, como ludoteca e alfabetização de adultos e idosos”, concluiu.

 

“Inicialmente teremos duas novas cozinhas comunitárias no Braga Mendes e Riacho Doce, ambas na zona Norte da cidade. Até o final do ano queremos construir outras duas, totalizando dez unidades”, reforçou a coordenadora do programa Marília Ribeiro.

 

 

TEXTO: Alita Falcão / Semcom

FOTOS: Alex Pazuello / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskU1KhoU

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse