Notícias

Prefeitura promove capacitação sobre turismo e sustentabilidade para comunitários do Tupé

A Prefeitura de Manaus, responsável pela gestão das seis comunidades que integram a região da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, está capacitando comunitários com curso sobre turismo e sustentabilidade, até este domingo, 18/8, na comunidade Julião.

 

 

A ação tem o objetivo de elevar o potencial turístico da RDS e é a última de uma série de capacitações oferecidas aos moradores este ano, sob coordenação da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

 

De acordo com a diretora do Departamento de Educação e Aperfeiçoamento da Espi/Semad, Jeânia Bezerra, a programação faz parte do Programa de Capacitação Continuada da escola, dentro do eixo de Meio Ambiente e Sustentabilidade. “Além de capacitar servidores e estagiários da Prefeitura de Manaus, é nossa missão também capacitar agentes públicos e políticos, dentre eles moradores da Reserva do Tupé, conforme nos orienta o prefeito Arthur Neto quanto à valorização de pessoas”, informou.

 

Programado para acontecer nesta sexta-feira, sábado e domingo, com carga horária de 20 horas, o curso “Turismo e Boas Práticas Sustentáveis” conta com a participação de mais de vinte moradores das comunidades Agrovila, Colônia Central, Julião, Livramento,  São João do Tupé e Tatulândia.

 

O gestor da RDS do Tupé, Marco Antônio Lima, destaca que o turismo é uma alternativa viável de geração de renda e empoderamento para as comunidades. “Nós temos um roteiro chamado ‘Tukorin’, que significa Turismo Comunitário no Rio Negro, feito a partir do protagonismo das comunidades, gerido pelos próprios moradores, com o objetivo de alavancar essa atividade dentro da reserva e do baixo Rio Negro”, ressaltou.

 

Morador da comunidade do Livramento, o particpante do curso Kid Alves da Silva, conta que a qualificação lhe trouxe consciência ambiental. “Através da capacitação pude entender que  preservar é o melhor caminho e já  coloquei em prática na minha comunidade tudo que aprendi desde o início das capacitações”, afirmou.

 

A consciência ambiental também foi despertada no morador da comunidade Agrovila, o participante do curso Natan Santos, que diz ser possível viver numa comunidade sem desmatar. “Quando comecei a fazer o curso, passei a ter uma outra visão sobre preservar a natureza e, com o conhecimento adquirido, pude me envolver mais nas questões da minha comunidade. Além disso, já consigo notar algumas mudanças dos colegas que também fazem o curso”, destacou.

 

Outros dois cursos foram ministrados para os comunitários este ano: “Interpretação Ambiental e Monitoramento de Trilhas”, em junho, e “Sinalização Turística de Trilhas”, em julho. No próximo dia 23/8 haverá a certificação dos participantes das três capacitações, durante o II Festival do Sauim-de-Coleira, que acontece de 23 a 25 deste mês, na comunidade Julião.

 

— — —

 

Texto – Adrisa de Góes / Semad

Fotos – Elidiane Santos / Semad

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse