Notícias

Bolsa Família

As famílias cadastradas no Programa Bolsa Família (PBF), do governo federal, têm até o dia 18 de junho para procurar as unidades de atendimento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e fazer o acompanhamento periódico das condicionalidades, referente ao primeiro semestre do ano.

O acompanhamento, alerta o secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, é um dos requisitos para a manutenção do benefício. “Este prazo não será prorrogado e é importante que os beneficiários curarem as unidades de saúde com antecedência”, frisou Deodato. De acordo com a Semsa, Manaus tem, neste primeiro semestre, 85.046 famílias cadastradas no Bolsa Família.

 No ano passado, a Semsa bateu recorde de acompanhamento dos inscritos no Bolsa Família, atingindo, no segundo semestre, uma cobertura de 62,1%, equivalente a 51.674 famílias, num universo de 83.203 beneficiadas. “A meta da Prefeitura é continuar ampliando essa cobertura. Este ano, pretendemos alcançar, no mínimo, 70% das famílias. Em 2011, esse porcentual será de 73%”, afirmou Deodato.

O acompanhamento das condicionalidades de saúde é realizado duas vezes ao ano.  

O público-alvo do acompanhamento é composto por crianças menores de sete anos de idade e meninas a partir de 10 anos, cujos pais ou responsáveis sejam beneficiários do Programa Bolsa Família. As mulheres na faixa etária de 10 a 45 anos e gestantes em qualquer período da vida, também incluídas no Programa, devem comparecer à unidade de saúde mais próxima de sua casa para a consulta e demais  procedimentos que fazem parte do acompanhamento nutricional.

 No total, 3.369 gestantes inscritas no Programa precisam fazer os exames integrantes do pré-natal e do pós-parto. Além disso, estas mulheres devem tomar as vacinas indicadas para o período da gestação. Para as futuras mães é obrigatória a apresentação do cartão da Gestante e participação nas atividades educativas desenvolvidas pelas equipes da saúde, que tratam sobre aleitamento materno e alimentação saudável.

 Os pais precisam estar atentos para manter atualizado o cartão de vacinação dos filhos. Essa exigência vale para crianças com até seis anos e 11 meses de idade. As meninas a partir de dez anos de idade são consideradas, para efeito de acompanhamento, em idade fértil. Por conta disso, devem comparecer à unidade de saúde para fazer o acompanhamento.

 A coordenadora da Equipe Técnica de Ações em Alimentação e Nutrição da Semsa, Danielle Belota, frisou que é importante estar atento aos documentos necessários para o acompanhamento. “A família precisa apresentar o cartão do Programa Bolsa Família com identificação do NIS, cartão de vacinação ou cartão de gestante”, esclareceu Danielle. Ela afirmou, ainda, que as pessoas devem fazer as consultas e tomar as vacinas sempre na mesma unidade de saúde, para dar continuidade ao acompanhamento e evitar problema de duplicidade nas informações, quando os dados forem repassados ao sistema de controle do programa.

 O PBF é destinado às famílias em situação de extrema pobreza e com renda per capita de até R$ 69.

Os beneficiários residentes em Manaus que tiveram o cartão bloqueado por não comparecerem ao acompanhamento das condicionalidades de saúde, devem entrar em contato com a Semsa através do telefone (92) 3236-9532, para regularizar a situação cadastral.

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse