Notícias

Aulas práticas e mais atrativas são trabalhadas em formação para novos mediadores da Educação Especial

Um encontro sobre “A Mediação em Sala de Aula” com a pedagoga  especialista em Educação Especial Denize Teperine reuniu na manhã desta quarta-feira, 5/7, no auditório do Departamento de Divisão do Profissional de Magistério (DDPM), bairro Parque 10, zona Centro-Sul de Manaus, mais de 200 universitários de pedagogia, selecionados para atuar como mediadores dentro da sala de aula com alunos com deficiência.

 

O curso, que acontecerá durante todo o dia desta quarta-feira, faz parte da formação que os novos 412 mediadores da rede iniciaram na última segunda-feira, 3/7, e que segue até sexta-feira, 7/7. A formadora do Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Rosene Menezes, explicou que a frequência dos mediadores tem sido positiva, alcançando cerca de 99% de participação. “Os universitários estão realmente empenhados em participar da formação. Eles demonstram interesse durante as aulas. Todos os dias as salas estão ocupadas com a quantidade prevista pelo CMEE”, disse Roseane.

 

O encontro desta quarta-feira tem como objetivo principal oferecer aos mediadores dicas práticas que possam solucionar problemas em sala de aula e auxiliar na aprendizagem dos alunos, com conteúdos mais atrativos e diferentes do tradicional. “O mediador precisa ter criatividade, ser proativo e ser realmente um apoio para a criança e para o professor. A aprendizagem está em tudo, desde o momento em que o aluno chega à escola. Cabe ao mediador fazer esse papel, deixando de lado um pouco do ensino tradicional com papel e lápis”, afirmou a pedagoga Denize Taperine.

 

Dos 412 universitários selecionados, 26 são acadêmicos com curso de Libras e irão atuar diretamente com deficientes auditivos, como interprete. É o caso de Matheus Gil Barros, graduando do 3º período. “O apoio que nós estamos recebendo tem sido de fundamental importância. Os professores demonstram interesse em passar os conteúdos de forma clara e quando existe alguma dúvida, eles explicam com muita paciência para que a nossa contribuição com os alunos surdos seja produtiva”, disse.

 

O encerramento do curso acontece, na sexta-feira 7/7, com entrega do memorando de encaminhamento aos mediadores com o nome da escola em que atuarão, a partir do dia 10/7. A universitária do 6º período, Ana Lúcia Monteiro, disse estar ansiosa para começar a trabalhar com as crianças. “Para mim será uma experiência maravilhosa. Não vejo a hora de começar a atuar com essas crianças. O meu objetivo agora é fazer uma especialização na Educação Especial”, mencionou Ana Lúcia.

 

Texto: Érica Marinho

Fotos: Lton Santos/ Semed

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskYAL8no

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): (92) 3632-2054

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse