Notícias

Atividades no Parque Nascentes do Mindu celebram o Dia Mundial da Água, em Manaus

O Dia Mundial da Água foi comemorado pela Prefeitura de Manaus nesta quarta-feira, 22/3, com atividades que levantaram a bandeira da proteção às nascentes do Igarapé do Mindu, no Parque Municipal Nascentes do Mindu, na Cidade de Deus. A preservação dessas áreas é uma preocupação do prefeito Arthur Neto e do vice, Marcos Rotta.

 

A programação contou com exposições de trabalhos feitos por alunos das escolas municipais situadas no entorno do parque, trilhas interpretativas que levaram os participantes a conhecer a microbacia formada a partir das nascentes no interior da unidade, jogos ambientais e atividades lúdicas.

 

Servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), moradores das comunidades do entorno do parque e técnicos de instituições parceiras, como Secretaria Municipal de Educação (Semed)/Ocas do Conhecimento, Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp)/Garis da Alegria, Grupo Sussuarana e os estudantes do curso de Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) se uniram numa corrente em favor da proteção das três nascentes do Igarapé do Mindu.

 

“Este dia Mundial da Água é mais uma oportunidade de reflexão e sensibilização para todos nós. Nada mais oportuno, do que levar crianças e adultos a refletirem sobre a importância da água por meio de atividades lúdicas em uma unidade de conservação que abriga as nascentes preservadas do maior igarapé da cidade, o do Mindu”, afirmou a subsecretária Aldenira Queiroz, representando o secretário Antonio Nelson de Oliveira Júnior.

 

Segundo ela, o desafio agora é trabalhar a preservação das margens do igarapé além dos limites do parque, envolvendo ainda mais a comunidade. “Estabelecemos esse desafio porque basta olhar para o igarapé quando sai dos limites do parque para percebermos que ele logo começa a enfrentar os impactos da ação do homem”, lembrou.

 

Mais de 300 pessoas, entre crianças e adultos, participaram das atividades. A trilha foi acompanhada pelos acadêmicos de Turismo da UEA, que desenvolvem pesquisas no parque com a finalidade de identificar o potencial turístico da unidade.

 

A geógrafa Selma Batista, professora do curso e membro do conselho consultivo do parque, explica que a unidade de conservação é um importante espaço para o desenvolvimento de atividades de extensão e projetos voltados para a comunidade. “Na perspectiva da extensão, desenvolvemos diversas ações que tem proporcionado a produção de conhecimento científico e publicações, mas sobretudo proporcionado uma aproximação maior entre os moradores das comunidades do entorno e o parque que abriga as nascentes do igarapé do Mindu”, afirmou Selma.

 

Uma exposição de trabalhos feitos por alunos das escolas municipais Raul Veiga e Álvaro Botelho demonstrou a preocupação das crianças com a preservação dos recursos naturais. Evelin Silva, 13, aluna da escola Raul Veiga, disse que está consciente da importância do parque para a preservação do igarapé. “Saber que as nascentes estão vivas é muito importante para garantir que um dia o igarapé possa ser despoluído”, afirmou.

 

Após as atividades, os alunos seguiram até o lago formado pelas nascentes e fizeram uma oração pelos 11 anos de criação do Parque Nascentes do Mindu, comemorado no último dia 17/3.

 

Fotos: Alex Pazuello (Semcom) e Arlesson Sicsú (Semmas)

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskST6kbL

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas): (92) 3236-6684

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse