Notícias

Ações no dia de combate à Hipertensão e Diabetes são intensificadas pela Prefeitura

As ações de rotina no atendimento aos portadores de hipertensão arterial e diabetes mellitus foram intensificadas nesta quinta-feira 26/4, pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). As atividades foram desenvolvidas em busca da promoção à saúde no dia nacional alusivo ao combate à hipertensão arterial ou pressão alta, doença crônica que eleva os níveis de pressão do sangue nas artérias do corpo humano e ao diabetes mellitus, também crônica, conhecida popularmente como açúcar alto no sangue.

 

Atividades no Dia de combate à hipertensão e diabetes

 

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde, em 2017, dão conta de que no Brasil, mais de 30 milhões de brasileiros sofrem de hipertensão arterial. Em Manaus, os hipertensos e diabéticos são aproximadamente, 300 mil, considerando para hipertensão a prevalência estimada de 21,4%, e para diabetes, de 6,9% da população maiores de 18 anos.

 

As ações intensificadas destinadas aos usuários portadores dessas doenças se constituíram na busca ativa dos faltosos e a realização de rodas de conversas desenvolvidas durante todo o dia pelas equipes do programa Hiperdia nas unidades básicas dos cinco Distritos de Saúde (Disas) pertencentes à rede municipal de saúde da Prefeitura de Manaus. As equipes formadas por profissionais de saúde são capacitadas para atuar no cuidado dos usuários hipertensos e diabéticos, realizando acompanhamento clínico, com orientações medicamentosas e nutricionais, sempre enfatizando hábitos saudáveis para mudança no estilo de vida.

 

Eles são acompanhados semestralmente por médico e enfermeiro e se houver necessidade, encaminhados para os serviços especializados. O núcleo de Hipertensão e Diabetes da Semsa informa que todas as unidades de saúde realizam a distribuição gratuita dos medicamentos do programa Hiperdia e a receita médica possui validade de 6 meses.

 

A hipertensão arterial sistêmica é uma condição crônica de saúde multifatorial, caracterizada por níveis elevados e sustentados da pressão arterial e, frequentemente, associada a alterações de órgãos-alvo, metabólicas, e, por conseguinte, ao aumento do risco de eventos cardiovasculares. Os fatores de risco para hipertensão arterial podem ser de natureza genética, idade, gênero e etnia, sobrepeso e obesidade, ingestão de sal, síndrome metabólica, ingestão de álcool, sedentarismo e fatores socioeconômicos.

 

Diabetes Mellitus

No tratamento e acompanhamento dos portadores de diabetes mellitus, são realizadas avaliações neuromotoras do Pé Diabético, exame médico ou de enfermagem, em que os profissionais em saúde avaliam as presenças de sinais e sintomas de disfunção dos nervos periféricos e a identificação de fatores de úlceras e amputações. O Programa compreende um conjunto de ações programáticas de Saúde especialmente voltadas para atender as necessidades da população com as doenças crônicas hipertensão arterial e diabetes mellitus.

 

O serviço de automonitoramento da glicemia capilar para portadores insulinodependentes é disponibilizado nas seguintes unidades de referência: Disa Norte: Policlínica José Antônio da Silva, UBS Áugias Gadelha; Disa Sul: Policlínica Antônio Reis, Policlínica Castelo Branco; Disa Leste: UBSs: José Avelino Pereira, Alfredo Campos, Josephina de Mello, Gebes de Medeiros, José Amazonas Palhano, Cacilda de Freitas,UBS Enfª Ivone Lima dos Santos; Oeste: Policlínica José Raimundo Franco de Sá, Policlínica Djalma Batista; Rural: Distrito de Saúde Rural.

 

Texto: Wilson Reis / Semsa

Foto: Divulgação/Semsa

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse