Notícias

Ações marcam o Dia Mundial da Doença de Alzheimer

Para marcar o Dia Mundial da Doença de Alzheimer, a Prefeitura de Manaus por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz – Regional Amazonas) promoveram nesta quinta-feira, 21/9, uma ação de sensibilização para a conscientização sobre a doença. A programação aconteceu no Parque Municipal do Idoso, Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul, e contou com atividades educativas, culturais e de saúde.

 

A doença de Alzheimer, destacou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, é responsável por grande parte dos casos de demência no mundo, causando sintomas como perda de memória, mudança de personalidade e de comportamento.

 

“A falta de informação sobre a doença é um dos principais problemas para o diagnóstico e tratamento. Por isso, é importante promover ações de conscientização sobre o Alzheimer e orientar as famílias e profissionais de saúde sobre como identificar sintomas e, assim, melhorar o acesso das pessoas ao cuidado em saúde“ explicou Magaldi.

 

A chefe do Núcleo de Saúde do Idoso da Semsa, Eliny Rocha, lembrou que o Alzheimer é uma doença cerebral degenerativa de difícil diagnóstico, que apresenta sintomas de forma progressiva.

 

“Não há cura para o Alzheimer, mas com o diagnóstico precoce é possível tomar medidas para minimizar os impactos para o paciente e atrasar o desenvolvimento da doença em sua totalidade. Com isso, a Semsa busca desenvolver a promoção da saúde e prevenção de doenças, incentivando a autonomia e a independência do idoso, a prática de atividades cognitivas e de socialização, entre outras atividades”, informou Eliny.

 

Além das ações de orientação e sensibilização sobre o Alzheimer, a Semsa, por meio do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul), disponibilizou a oferta de aferição de pressão arterial, testagem rápida para HIV, sífilis e hepatites B e C, e ações educativas para a prevenção ao uso do tabaco.

 

Durante a programação no Parque Municipal do Idoso, a presidente da Abraz – Regional Amazonas, psicóloga Stella Regina Torres, destacou que, atualmente, são 50 milhões de pessoas no mundo com algum tipo de demência, sendo que o Alzheimer é responsável por 50% a 60% da totalidade dos casos. Segundo a psicóloga, a estimativa é a de que em 2050 existam no mundo 150 milhões de pessoas com demência.

 

“A idade mais avançada é um fator de risco, mas o Alzheimer não escolhe nível social ou de escolaridade, ou seja, qualquer pessoa pode desenvolver a doença. É preciso ficar atento para os sintomas como mudanças de humor, dificuldade de se expressar ou de compreender o que as pessoas dizem, bem como a perda de memória e alteração de comportamento”, explicou Stella Torres, ressaltando que o diagnóstico deve ser feito por uma equipe de saúde, com elaboração de um plano de cuidado para que a pessoa possa ter uma perspectiva de vida com melhor qualidade.

 

Orientação
A Associação Brasileira de Alzheimer é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais da área de saúde, familiares e cuidadores de pessoas com a doença de Alzheimer, que busca transmitir informações sobre o diagnóstico e tratamento.

 

Entre as atividades desenvolvidas em Manaus, a entidade organiza reunião de um Grupo de Apoio a Familiares e Cuidadores para a troca de experiências e informações. As reuniões acontecem quinzenalmente no Parque Municipal do Idoso, nos horário das 17h às 18h, e a próxima está marcada para o dia 25 de setembro.

 

Texto: Eurivânia Galúcio / Semsa

Fotos: Divulgação / Semsa

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsm3d8td7

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): (92) 3236-8315

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse