Notícias

Ações educativas

A Prefeitura de Manaus realizará de 26 a 30 deste mês, a Semana de Prevenção à Hipertensão Arterial 2010 que terá como slogan “Eu sou 12×8”, uma referência ao nível de pressão arterial (PA) que é considerado saudável. A programação, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), envolverá todos os Distritos de Saúde (Disas) da área urbana e rural de Manaus que reforçarão as ações educativas sobre as formas de prevenção e tratamento da doença. Além disso, serão realizados serviços de aferição de PA e exames de glicemia capilar.

No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, 26 de abril, a abertura oficial da Campanha será marcada por uma manhã de palestras sobre o tema, no auditório da Semsa e, no período das 14h às 18h, por uma ação educativa e de atendimento no Manauara Shopping.

O secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, disse que a campanha é uma maneira de chamar a atenção da população, principalmente das faixas etárias mais jovens, para os riscos da hipertensão que pode evoluir para complicações de saúde, como derrames e doenças do coração. “Muita gente ainda desconhece a gravidade dessa doença crônica que acomete cada vez mais os jovens, principalmente por conta de hábitos de alimentação inadequados”, afirmou Deodato.

Na campanha de combate à hipertensão do ano passado, 34 mil aferições de pressão foram realizadas pelas equipes da Semsa, resultando no encaminhamento de quatro mil pessoas com suspeita de diagnóstico de hipertensão.

Ao destacar a importância da programação preparada pela Semsa para a última semana de abril, a coordenadora do Programa de Hipertensão e Diabetes (Hiperdia) da secretaria, enfermeira Caroline Rente, ressaltou que a difusão de informações sobre as causas e sintomas da hipertensão é uma estratégia que contribui muito para o combate e o controle da doença. Caroline Rente explicou que os principais sintomas de descontrole da pressão arterial são dor intensa na região da nuca, calor excessivo, sensação de mal-estar e visão embaçada. “Havendo esses indícios, é necessário buscar orientação médica. O tratamento, a princípio, é de mudança de hábitos alimentares e realização de atividades físicas com frequência. Em casos mais avançados, o tratamento é medicamentoso, com anti-hipertensivo, para controle dos níveis de pressão”, explicou.

Conferências

No dia 26, pela parte da manhã, três conferências serão realizadas no auditório da Semsa para convidados. “Os Caminhos da Hipertensão no Município” é o tema da primeira palestra, a ser ministrada pela médica Luiza Ane Sicsú Carneiro da Cunha. Em seguida, a médica Mônica Hosana abordará a “Fisiopatologia e Tratamento da Hipertensão”. Por fim, as dúvidas a respeito de “Como eu Trato e Acompanho a Hipertensão Arterial dentro da Estratégia da Família” serão esclarecidas pela médica Fabíola Kelly Santos, além da ação educativa sobre Alimentação Saudável, com a nutricionista Monica Souto.

Na parte da tarde, no Manauara Shopping , acontecerá a abertura oficial da semana de prevenção, com a presença do secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato. Equipes da secretaria vão prestar atendimento aos consumidores do centro de compras, com aferição de PA, glicemia capilar e distribuição de material educativo sobre a Hipertensão Arterial.

Já no dia 27 será aberta a programação distrital da Campanha, com lançamento oficial em cada um dos cinco Distritos de Saúde de Manaus.  No Disa Leste, as atividades começam às 8h, no Centro de Esporte Lazer Zezão. No cronograma está previsto a realização de um dia de ação global, com apresentação de grupos teatrais, atividade física, atendimento médico e orientação em saúde à população daquela área da cidade. Já o Disa Sul concentrará as atividades no Parque Municipal do Idoso, das 9h às 16h, com aferição de PA, exames de glicemia capilar e medida de circunferência abdominal.

Essas mesmas atividades acontecerão na UBS Armando Mendes, no Disa Norte, de 8h às 12h. Nesse mesmo horário ocorrem as ações da campanha no Disa Oeste, mais precisamente na Policlínica Raimundo Franco de Sá, com acréscimo de atendimento médico e orientação em saúde.

No Disa Rural as atividades começaram mais cedo, dia 14, e também encerrarão mais cedo, dia 23. “Resolvemos antecipar os trabalhos por causa da logística necessária para deslocar as equipes às comunidades rurais”, salientou Caroline Rente. Além dos exames para identificação de casos de hipertensão, os moradores das aldeias Barreirinha, Nova Canaã, Nova Esperança, Boa Esperança, Três Unidos, Terra Preta, São Thomé, Rouxinol, Inhambé e Maué receberão informações sobre a doença durante as ações educativas.

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse