Notícias

Ações de nova campanha contra a sífilis são debatidas

As ações da próxima campanha de combate à sífilis na capital, começaram a ser debatidas nesta segunda-feira, 16/9, pela Prefeitura de Manaus, durante reunião promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Núcleo de Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs/Aids), com representantes dos Distritos de Saúde (Disas).

 

Ações de nova campanha contra a sífilis são debatidas

 

Realizada no Complexo de Saúde Oeste, no bairro da Paz, a reunião contou com a participação de técnicos que atuam nos Disas Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural.

 

De acordo com o técnico do Núcleo de Controle das ISTs/Aids, enfermeiro Douglas de Oliveira Porto, a reunião foi mais uma etapa de preparação da campanha, que acontece todos os anos para marcar o Dia Nacional de Combate à Sífilis, comemorado no terceiro sábado do mês de outubro.

 

“A reunião com os técnicos dos Distritos de Saúde é uma forma de alinhar o trabalho que será realizado, definindo questões de logística e insumos, e identificando pontos estratégicos para atuação durante o período de campanha, prevista para iniciar no dia 18 de outubro”, explicou Douglas.

 

A programação da campanha pretende intensificar as ações de Educação em Saúde e a oferta de testagem rápida para o diagnóstico da sífilis, além da distribuição de preservativos, tendo como público-alvo principal homens e jovens.

 

“A campanha pretende atingir todas as faixas etárias, mas homens e jovens apresentam mais dificuldade na adesão ao tratamento da doença e para a realização do exame, por isso a orientação é para a promoção de ações que possam atingir esse público específico”, informou.

 

Infecção

A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios (sífilis primária, secundária, latente e terciária). Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior.

 

A Semsa oferece a testagem rápida para sífilis, HIV e hepatites B e C em 145 Unidades de Saúde, inclusive em Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs). As UBSs também disponibilizam preservativos gratuitamente na rotina diária dos serviços.

 

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

Foto – Divulgação / Semsa

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse